Projeto Escrevivendo

Carta para um antigo amor (ou carta para o amor próprio)

Lembro-me das coisas vividas,
Das promessas cumpridas
E da dor que causou.

Lembro-me da corrida maluca,
Da grande luta
E em que ponto chegou.

Lembro-me do mar carregado,
De tudo molhado
Quando a esperança acabou.

Lembro-me de me manter acordada,
De mudar as estradas
E encontrar um caminho.

Lembro-me da ventania,
Da bagunça do dia
Quando cai do meu ninho.

Lembra-te que a vida é só uma,
mas as possibilidades são inúmeras
para se perder em um amorzinho.

Lembra-te de sempre persistir,
mas saber desistir
Quando não for esta historia.

Lembra-te que o sol vai e vem,
Que o mundo é de ninguém
E que você é a sua glória.

Afinal, crescemos para ser,
Para brilhar e para sofrer,
Para viver pra valer,
Porque no fim, o que vamos querer?
É saber que vamos ter tudo dentro do nosso ser.

Exibições: 25

Tags: amor, livre, poesia, vida

Comentar

Você precisa ser um membro de Projeto Escrevivendo para adicionar comentários!

Entrar em Projeto Escrevivendo

© 2021   Criado por Karen Kipnis.   Ativado por

Relatar um incidente  |  Termos de serviço