Projeto Escrevivendo

Solange Barbosa de Arruda Camarg
  • Feminino
  • São Paulo SP
  • Brasil
  • Mensagens de blog
  • Tópicos
  • Eventos
  • Grupos
  • Fotos (5)
  • Álbuns de Fotos
  • Vídeos

Amigos de Solange Barbosa de Arruda Camarg

  • Fabiana Correa
  • Samia Schiller
  • Francine Mantovani

Presentes recebidos

Presente

Solange Barbosa de Arruda Camarg ainda não recebeu nenhum presente

Dar um presente

 

Página de Solange Barbosa de Arruda Camarg

Últimas atividades

Solange Barbosa de Arruda Camarg comentou o álbum de Solange Barbosa de Arruda Camarg

Palavras de Paz na FIESP 2011

"Você está convidado para a palestra sobre Paz, com Prem Rawat, dias 10 e 11 de abril. Gratuita. Para fazer sua inscrição acesse o site www.wopg.org"
4 Mar, 2012
Solange Barbosa de Arruda Camarg e Francine Mantovani agora são amigos
17 Set, 2011
Solange Barbosa de Arruda Camarg atualizaram seus perfis
13 Set, 2011
Solange Barbosa de Arruda Camarg postou um status
"Site www.wopg.org Sobre PAZ e blog wwwartelaban.blogspot.com sobre Arte do Movimento"
13 Set, 2011
Solange Barbosa de Arruda Camarg postou uma foto

Dançando com Lou na Praia

Dança com Lourenço na praia da Lagoinha
31 Ago, 2011
Solange Barbosa de Arruda Camarg postou fotos
29 Ago, 2011
Solange Barbosa de Arruda Camarg e Samia Schiller agora são amigos
26 Ago, 2011
Solange Barbosa de Arruda Camarg e Fabiana Correa agora são amigos
29 Mar, 2011
Solange Barbosa de Arruda Camarg atualizaram suas fotos do perfil
22 Mar, 2011
Solange Barbosa de Arruda Camarg é agora um membro de Projeto Escrevivendo
20 Mar, 2011

                                         A Substância

 

Ainda bebê tinha três chupetas, que eram renovadas cada mês.

Quando menino, sentado, ele batia com a cabeça no chão, entre as pernas, sempre que era contrariado e só parava ao ser satisfeita sua vontade.

Morava numa casa linda, com piscina e um enorme jardim.

Gostava de pintar.

Cresceu, casou-se, teve um filho, separou-se, casou-se de novo, separou-se mais uma vez.

Continuava com a pintura, era a única coisa que sabia fazer.

Um dia já mais velho, ele calculou, a partir da idade média de vida, setenta anos, que temos, aproximadamente 25.500 dias de vida.

Então ele decidiu que os 5.000 dias que provavelmente teria de vida, seriam preenchidos com orgasmos.

Ele queria ter pelo menos 5.000 orgasmos.

Como não tinha namorada ou esposa ou amante, começou a pesquisar nas bibliotecas, internet e nos livros, uma substância que produzisse orgasmos.

Encontrou.

Era uma substância para ser fumada.

Fez a experiência, fumou um cigarro e teve um orgasmo múltiplo, maravilhoso.

Era isso que ele queria fazer daqui para frente.

Fumar e gozar.

No dia seguinte percebeu que tinha perdido um dente.

Fumou, gozou e perdeu outro dente.

E outro e outro, até ficar banguela.

Parou uns meses de fumar, sentiu que a vida ficou chata, então resolveu voltar a fumar.

No dia seguinte começou a perder os cabelos e foi perdendo até ficar careca.

Parou uns anos, mas sentiu que a vida ficou sem graça e voltou a fumar.

Agora ele começou a perder suas coisas, roupas. móveis, tudo o que tinha.

Parou de fumar. Recomeçou. Perdeu partes do corpo, um rim, meio pulmão, dedos dos pés.

Parou.

Recomeçou.

Cada cigarro que fumava perdia um dia de vida.

Um dia a faxineira entrou no quarto para limpá-lo e encontrou um pênis ereto e nada mais.

 

 

                                        Roteiro Sentimental

 

São Paulo - em diante.

Morar na Cristiano Viana, em Pinheiros e estudar no Colégio Alves Cruz, na  João Moura.

Rua Teodoro Sampaio, ( como atravessá-la? ), Chegar na cidade grande, ser excluída pela pronúncia do R. Uma, no meio da multidão. Desejo de inclusão, desejo de ser vista, de não ser só mais uma.

Colégio de Aplicação da USP - colegial, só para os especiais. Cinema Belas Artes, filmes de arte, europeu ou não... Bergman, Fellini, Godard, Buñuel...

Abaixo a família castradora, abaixo a burguesia, abaixo a ditadura!

Não tem faculdade de dança. E agora?

Escola de Dança da Maria duschenes, perto da Igreja da Av. Dr. Arnaldo:

Arte do Movimento, expressão, paixão, descoberta.

USP - Arquitetura - Oswald de andrade, Flávio Império e seus alunos.

Artistas. Os índios não foram extintos, nós sobrevivemos, índios que somos.

Danço!

USP, TV Tupi, TV Cultura, Masp, Sescs, Teatro Municipal, Teatro de Arena, Teatro TBC, Teatro Lira Paulistana... Dança nas praças, nas bibliotecas, Dança Coral: perceber-se como indivíduo, no meio da multidão.

Vila Madalena - Cultura japonesa, comida japonesa, Sumiê, música,roupa, quietude e meditação. Takaoka.

Prem Rawat - a paz interior.

Negritude, capoeira, samba, Dança Inclusiva.

Jardim Paulista - reciclagem. Casa das Rosas, Av. Paulista, Augusta, Pamplona.

Onde morou Guilherme de Almeida, num dado momento.

 

Avenida Paulista

 

Sábado, 9:30hs. da manhã. Caminho da rua Pamplona à Casa das Rosas.

Chuvisca.

Vejo o rapaz seminu, jeito feminino, sujo, alegremente vasculhando o lixo.

Ele não me vê.

Duas horas da tarde. Faço o caminho de volta. Observo o cenário:

Fran`s Café, Boulevard Monti Mare,

Secretaria do Estado de Saúde - Pasteur - 1903,

Banco do Brasil, Itaú, Bradesco,

Guardas uniformizados passam...

Varredores varrem...

Pessoas caminham...

Onde está o rapaz?

Sente fome?

De quê?

De

AMOR, PAZ, CONSCIÊNCIA, AUTOCONHECIMENTO.

Fotos de Solange Barbosa de Arruda Camarg

Caixa de Recados

Você precisa ser um membro de Projeto Escrevivendo para adicionar comentários!

Entrar em Projeto Escrevivendo

  • Sem comentários por enquanto!
 
 
 

© 2021   Criado por Karen Kipnis.   Ativado por

Relatar um incidente  |  Termos de serviço