Projeto Escrevivendo

Olhos se cruzaram

 

Olhos se cruzaram

E suas belezas, um ao outro comunicaram,

A fauna e a flora que aflorou

Em seus sonhos, naquela noite onde o amor se deitou.

 

A beira das nuvens e raízes,

Entregaram seus matizes,

Carregados de expressão,

Entrelaçados num turbilhão,

De fogos e jogos,

Didáticos e enigmáticos.

 

Acordados horas seguintes,

Banharam-se em águas de requintes

E conforme a existência cristalina escorregava sob suas frontes,

Reminiscências cerradas despertavam em seus montes.

 

Oliveira de Bharros

 

 

Respiração ou ilusão?

 

O que é isso, que, velejando como o ar,

Em meus pulmões, diante das tormentas de um mar,

Metamorfoseia e manuseia meus sentimentos, ao calor dos ventos,

Trazendo ao meu peito um emaranhado de deslumbramentos?

 

Não será, talvez, o pó, que em minha alma faz um nó?

Ou somente a ilusão, de quando alegremente durmo só,

E coloco meus pássaros, a bater suas asas,

Para que, enfim, possam enxergar acima das casas?

 

Eis o mistério do real surreal,

Que, no dia a dia, em minhas caminhadas, faz um bem espectral,

Tornando aquilo que é um mero objeto

Em um encantador inseto

E uma troca de olhares,

Em uma explosão no coração de mil hectares.

                                                                                                                                          

 

Oliveira de Bharros

 

 

 

 

Exibições: 94

Tags: escrevivendo, escrita, leitura, oficina, sonhos

Comentar

Você precisa ser um membro de Projeto Escrevivendo para adicionar comentários!

Entrar em Projeto Escrevivendo

© 2021   Criado por Karen Kipnis.   Ativado por

Relatar um incidente  |  Termos de serviço